TEXTOS DO AUTOR

DOCE CONVERSA

Duas folhas de louro no açucareiro, motivo para doces conversas.

Me disseram...

duas folhinhas de louro

apenas

espantam as formigas

no açucareiro.

Interessante.

Quem? eu?

Não, o poder do louro.

Mas eu sou interessante...

De tão doce,

chego a juntar formiga.

Já foi isso.

Formiga?

Não, doce.

Vou experimentar.

O quê?

O louro.

Vai colocar duas, três, quatro?

Um só.

Você quer dizer uma.

Não, um.

Uma folha.

Não, um.

Um o quê?

Um marido...

louro.

Se o louro for doce,

vai se dar mal,

você é diabética.

Não, não!

Sou de Anápolis.

Aristides Coelho Neto, 5 nov. 2009

Nota: "Diabética" e "de Anápolis", no texto, o leitor tem de ler em voz alta...

Comentários (3)

Voltar