Use o poder da palavra para o bem geral.
Escreva, construa! E mande revisar seu texto: construa certo.

  • FALSA MODÉSTIA

    Ah! como essa característica dele incomodava. Que ingenuidade — ignorava que a toda ação corresponde uma reação. E ele achava que era bullying.

  • PASSANDO PRO LADO DE LÁ

    Reflexões sobre ironias do destino. Ou as programações que fogem ao nosso entendimento, no passar desta para outra vida.

  • NÃO MAIS A MESMA PRAÇA

    As invasões no Distrito Federal seguem seu curso. A AGEFIS tenta contê-las, mas elas são mais rápidas do que a capacidade de resposta. As reservas encolhem. Os espaços públicos também. Até aquela praça de que o Chico Buarque falou.

  • QUEM SABE O MAL QUE SE ESCONDE...

    Despedidas, somente na hora da aterrissagem. Assim a gente fica mais tranquilo. Ninguém sabe, ninguém sabe...

  • FISCALIZAÇÃO, ACESSIBILIDADE E ALZHEIMER

    A questão da acessibilidade em calçadas do Distrito Federal e a impotência (e às vezes incompetência) dos órgãos fiscalizadores, no que se inclui a AGEFIS. E as ações esquecidas.

  • JOIO E TRIGO

    Este é um texto cheio de dúvidas. A começar do título. Não sabia se trigo-joio ou joio-trigo. Optei pelo que me pareceu mais eufônico. Dizem que essa reflexão indica crise existencial.

TEXTOS DO AUTOR

(hoje são 235)

Textos do autor e de escritores convidados sobre assuntos da atualidade, revisão textual e português do cotidiano.

FRASE DO DIA
“É provável que eu escreva pouco, e você poderia acrescentar que eu, além de pouco, escrevo curto.”
Raduan Nassar (1935-), escritor