TEXTOS DO AUTOR

Por que a gente escreve?

Escrever, criar... estranhos prazeres. Mário Roberto foi questionado sobre o tema. Deixou a prosa de lado e fez uma poesia, em primeira mão aqui no site, sem refletir se parava pra pensar, se pensava pra parar, se corria pra me atender.

“Por que a gente escreve?

Por que a gente cria?

Por acaso um almocreve,

Quando corre ou assobia,

Vai achando que é tão leve,

Que não sabe se escreve,

Muito menos por que cria?

 

Coisas da alma, da vida,

De Deus ou da Criação,

Alguns falam que é um dom,

Outros dizem: inspiração.

Eu prefiro nem pensar,

Porque racionalizar

Sempre fere o coração.

 

Acho um pouco isso mesmo...

Nessa vida itinerante,

É melhor andar a esmo,

Dar o passo, mesmo errante.

Mas nada que se compara

Com a sede saciada,

Quando o cara cansa e pára.

 

Assim, meu amigo dileto,

Eu não posso arriscar:

Se paro para escrever,

Se penso para criar,

Se corro como o moleque,

Pelo prazer  de parar.”

 

Marão (23.2.2008)

Comentários (3)

Voltar