TEXTOS DO AUTOR

ALFACE, GELO, ALGODÃO, A FORÇA DAS DIETAS

A aventura das dietas seria até engraçada se não provocasse alguns transtornos e viagens sem volta. Fiquemos só com a parte engraçada.

Observando a dieta de Luci, 64, Belinha, 33, e Janete, 29, comecei a me interessar  nem tanto pelas dietas, mas pelas excentricidades.

Já ouviu falar de alface e gelo? Bem, nem sei se essa dieta existe mesmo.

Vamos a algumas que parecem ser reais. Se são sérias? Bem, cada um deve avaliar com muito cuidado.  

A Dieta do Martini é chamativa. Mas não pense que vai ficar bebendo martini — você pode comer o que couber numa taça de 90 ml. E chocolate não vale.

Já deve ter ouvido falar da Dieta do Ovo Cozido. São apenas três por dia. E mais nada.  Há também a Dieta da Papinha de Neném. Onde ela é mais difundida, os nenéns estão tendo dificuldade para achar esse alimento, que era uma exclusividade alimentar deles, os bebês.

A tal da Master Cleanse, até a Beyoncé se aventurou — água filtrada, limão, pimenta caiena e maple syrup. Nada mais que isso. E nem vem que não tem. A falta de proteínas, vitaminas e minerais dá uma reviravolta no metabolismo. E a pessoa entra num estado de fome extrema. Dizem os especialistas que, nesse estado, cada caloria que ela consumir vai se converter em gordura. É a triste surpresa. Depois da dieta, mesmo comendo pouco, se ganha peso num piscar de olhos.

Já ouviram falar da Dieta do Morango e do Feijão? Pois é, pior que essa só a Intravenosa — não se come nada! Quando a pessoa está pedindo arrego, vai até o hospital e... proteínas, vitaminas e minerais na veia.

A Dieta do Limão, bem ácida essa. Come-se normalmente. E o limão vai em paralelo. Caldo puro de um limão, depois de dois, e vai-se aumentando. Depois vai-se diminuindo. Dizem que o efeito colateral é gastrite. Ou úlcera.

Já a Dieta da Lua explora a influência das fases da lua no organismo. E a pessoa ingere só líquido nas transições. Maluquice? Bem, algumas dietas que já mencionamos, não há dúvidas, são coisas de lunático!

A Dieta da Mastigação, essa eu faço fé. O foco não é no que você come, mas como come. Cada garfada, 32 mastigadas.  Dizem os caras que criaram a dita dieta que o alimento será mais bem digerido pelo organismo. E o resultado de mastigar tanto é a sensação de saciedade. Com isso evita-se comer em excesso.  Na trigésima mastigada pode surgir o desânimo. Já vi pessoas mastigando assim em restaurantes vegetarianos. Parece que uma tristeza se instala no estômago, digo, no semblante das pessoas. Mas considero que deveria ser um hábito a cultivar, esse da mastigação.

A Dieta da Banana foi inventada pelos japoneses. Só se come banana. E pronto!

A Dieta da Clara do Ovo é simples. De três em três horas você se alimenta somente da clara do ovo. Por quanto tempo? Quanto você aguentar.

Dieta da Bíblia. Você come o que comiam há mais de dois mil anos. Lentilha, figos, pão de centeio e muito peixe! Bem, a incidência de obesidade era mínima nesses tempos que lá se vão.

A Dieta do Alfabeto é engraçada. Primeiro dia: alface, agrião, arroz, abóbora. Segundo dia: batata, beterraba e bolo. Terceiro dia: couve, carne, caviar. Claro que a pessoa perde a fome ao ficar procurando alimentos disponíveis com D, com E, com F...

Dieta dos Vermes. Argh! Não são vermes vivos que se ingere. Eles estão numa cápsula. Ficarão alojados no intestino para eliminar o excesso de gordura no corpo. Asqueroso! E você pode desenvolver uma doença. E talvez emagreça só depois de ficar doente.

Mas não foi nenhuma dessas dietas que levou Luci, Belinha e Janete ao hospital. Foi no último dia da Dieta do Algodão. No dia seguinte elas passariam para a Dieta Dukan, mas não deu tempo. A do algodão é dieta bem maluca, de comer chumaços de algodão embebidos em líquido. Virou moda nos Estados Unidos.  O algodão inchado provoca a sensação do estômago cheio. Sem contar o estado de desnutrição a que se chega, acrescente-se a necessidade de atendimento psiquiátrico e a obstrução intestinal que pode ser letal.

As três, coincidentemente foram parar no mesmo pavilhão da enfermaria.

Luci e Belinha estavam lúcidas. Janete delirava. Ainda pude ouvir o que ela falava no seu transe: “Eu quero bacon, adoro bacon...”.   

Ouvi também o que as duas exclamaram, dedos em cruz: “Vade retro, Satanás”.

 

Aristides Coelho Neto, 4.12.2013

 

_________________

Texto inspirado em “As dietas mais malucas já usadas por famosos e celebridades!” www.xonei.com.

Comentários (3)

Voltar